COMPANHIAS AÉREAS TERIAM USADO ALGORITMO PARA SEPARAR PASSAGEIROS

Os algoritmos, ferramenta responsável, por exemplo, por selecionar conteúdos no Facebook, estão envolvidos em uma nova polêmica. A Autoridade de Aviação Civil do Reino Unido está investigando o uso abusivo de algoritmo por companhias aéreas. Segundo um estudo, as empresas separam os familiares que viajariam juntos, para forçá-los a pagar pelo privilégio de sentar em assentos próximos. A informação é do jornal Independent.

A ministra britânica da área digital Margot James disse ao jornal que algumas companhias aéreas configuraram um algoritmo que, na hora da compra da passagem, identifica passageiros que têm o mesmo sobrenome para, então, separá-los em assentos distantes.

A empresa Ryanair, mais associada à prática, negou o uso abusivo de algoritmo e afirmou que quem não paga para escolher um assento é direcionado“aleatoriamente” para um lugar no avião.

A Autoridade de Aviação Civil do Reino Unido investiga a prática há um ano. Em uma pesquisa publicada em outubro deste ano, o órgão identificou que a probabilidade de passageiros serem separados se não pagarem para escolher o assento muda de empresa para empresa.

Com uma amostra de mais de 4 mil pessoas, a autoridade britânica chegou ao resultado que passageiros que viajam com a empresa Ryanair estão mais suscetíveis a serem separados – em geral, 18% dos passageiros são separados, mas, no caso, da Ryanair, esse número subiu para 35%

Acredite ou Não

Informações

Autor: Web Rádios

Data: 30/11/2018 14:33

Acessos: 10 Acessos